Meu Perfil
Estados Unidos, Illinois, Chicago, Hyde Park, Mulher, de 36 a 45 anos, Portuguese, English, Arte e cultura, Cinema e vídeo
MSN -



Histórico
 11/09/2011 a 17/09/2011
 04/01/2009 a 10/01/2009
 20/05/2007 a 26/05/2007
 11/03/2007 a 17/03/2007
 04/03/2007 a 10/03/2007
 18/02/2007 a 24/02/2007
 11/02/2007 a 17/02/2007
 04/02/2007 a 10/02/2007
 07/01/2007 a 13/01/2007
 17/12/2006 a 23/12/2006
 19/11/2006 a 25/11/2006
 12/11/2006 a 18/11/2006
 29/10/2006 a 04/11/2006
 22/10/2006 a 28/10/2006
 17/09/2006 a 23/09/2006
 10/09/2006 a 16/09/2006
 30/07/2006 a 05/08/2006
 23/07/2006 a 29/07/2006
 09/07/2006 a 15/07/2006
 02/07/2006 a 08/07/2006
 04/06/2006 a 10/06/2006
 07/05/2006 a 13/05/2006
 30/04/2006 a 06/05/2006
 16/04/2006 a 22/04/2006
 02/04/2006 a 08/04/2006
 19/03/2006 a 25/03/2006
 12/03/2006 a 18/03/2006
 05/03/2006 a 11/03/2006
 26/02/2006 a 04/03/2006
 08/01/2006 a 14/01/2006
 18/12/2005 a 24/12/2005
 20/11/2005 a 26/11/2005
 30/10/2005 a 05/11/2005
 23/10/2005 a 29/10/2005
 16/10/2005 a 22/10/2005
 09/10/2005 a 15/10/2005
 18/09/2005 a 24/09/2005
 11/09/2005 a 17/09/2005
 04/09/2005 a 10/09/2005
 21/08/2005 a 27/08/2005
 17/07/2005 a 23/07/2005
 03/07/2005 a 09/07/2005
 26/06/2005 a 02/07/2005
 19/06/2005 a 25/06/2005
 12/06/2005 a 18/06/2005
 22/05/2005 a 28/05/2005
 08/05/2005 a 14/05/2005
 24/04/2005 a 30/04/2005
 17/04/2005 a 23/04/2005
 20/03/2005 a 26/03/2005
 13/03/2005 a 19/03/2005
 06/03/2005 a 12/03/2005
 27/02/2005 a 05/03/2005
 20/02/2005 a 26/02/2005
 05/12/2004 a 11/12/2004
 21/11/2004 a 27/11/2004
 14/11/2004 a 20/11/2004


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 Minhas fotos em Chicago...
 Uma carioca em Paris
 avant_dernier - Andrea
 Cora Ronai
 Geraldo Thomas
 Flavia Lippi
 pathaddad
 diario de angola
 Contos do Ribondi
 Pindorama
 Agenda samba e choro
 UOL - O melhor conteúdo
 altavista



O que é isto?
Soraia direto de Chicago
 

Outono Parte 2...

Ainda falando do outono, eu acho que eu gosto dessa estacao desde pequena quando via fotos das folhas das arvores e do ceu diferente em varias revistas e livros. Adoraria estar em lugares como os da foto tanto que meu sonho, morando em uma casa novamente no Brasil, eu teria uma amendoeira que se deixa mudar de folhas antes do verao. Mas na minha casa que passei a infancia no Catete, mais precisamente na Barao de Guaratiba, uma mini- Santa Teresa, nao tinha amendoeira.

Aqui descobri o sonho de crianca realizado. No meio-oeste americano outono existe de verdade e passear pelos parques aqui e bem intimista. Ficar em casa tambem e super gostoso, a luz furando a persiana com um brilho sem igual, tomando um chocolate quente vendo um filme com amigos ou so mesmo (adoro ficar so aqui).Tomando cafe da manha na cama lendo o jornal de domingo, nao tem igual. A lua parece de epoca de festa junina no Brasil, o ar gelado da noite, como se fossem aquelas viagens ao interior que agente faz para visitar parente distante, mas isso tudo na cidade, e por varios dias e meses.

O outono tambem e especial pra mim pois foi a estacao que cheguei aqui em Chicago. Nao so o ambiente florestal a minha volta estava em mutacao como tambem toda a minha vida. Chegava do Brasil, com meu pequeno grande mundo, pois querendo ou nao descobri que criamos pequenas ilhas de prazeres e relacoes, que sendo saudaveis ou nao nos fazem sobreviver e acomodar. Vinha de um emprego de 17 anos na Varig, de pessoas nesse local que me aceitavam e nao confrotavam mais minhas "estranhisses", de amigos super especias e carinhosos da igreja que eu frequentava, mas que eram os mesmos de bastante tempo e eu venho para ca,Chicago, morando so, na International House, com povo de tudo que e lugar ate de Chipre (encontrei ele outro dia na rua, amigao), dentro do campus da Universidade de Chicago com pessoas que nao estavam nem ai se eu era legal ou nao. Tive que confrontar e me confrontar, arranjar inimizades pela primeira vez na vida, mas me forcei a isso. Quiz ser chata, metida, nojenta, como nunca fui antes com medo de perder as amizades ou de querer agradar pessoas.  Pela primeira vez as duras penas literalmente tentei nao me importar com a opiniao das pessoas e me preocupar so comigo. Revi e ainda estou revendo o papel de Deus na minha vida. Aluguei casa, comprei gato, arrisquei,me apaixonei, namorei e beijei mais.

Descobri uma outra Soraia, fiquei decepcionada com algumas coisas em mim, fiquei emocionada e animada com tantas outras e hoje vou rumo ao equilibrio "perfeito". hehe...Se isso existe... 

E sabe de uma coisa? Estou adorando!



 Escrito por Soraia de Oliveira às 18h46 [] [envie esta mensagem]



Olha o outono ai gente...chora cavaco!!!

Gente e outono aqui e vou contar um segredo, e quase a minha estacao preferida...(fico so com medo de trair o verao)...Eu fico numa felicidade...

Quase nao preciso de muita gente. Eu, somente eu, me basto...Sinto vontade de ler mais, vou aos inumeros festivais da cidade...Coloco aquela cacharel (hunn agora voces vao descobrir minha idade), meu raincoat.....Gentem, comprei um maravilhoso, posso usar muito bem  aqui e me sentir "blended", inserida na paisagem,pois quando queria usar algo assim no Rio o povo gritava logo, "neguinha mitida" (e assim mesmo, com dois is), "pensa que esta em Londres ou e parente do Sherlock?"

 Oh discriminacao!

Aqui nao, me sinto em casa....hehehe...Ambientada...

E, outra coisa, parafraseando minha amiga blogueira Andrea, por mais que eu tente ficar encolhida no meu canto, "tem sempre uns moreno (singular nosso) querendo me beijar"

Pois entao, me sinto tao bem, o ar e fresco, as cores tao vibrantes, a luz; o que e a luz do outono?

 
Tenho estado em uma atividade louca. Sexta gravei minha voz no I-pod Nano para a exposicao sobre a Tropicalia. Fomos, eu e mais algumas pessoas do museu ao estudio aqui no centro de Chicago. Tenho me sentido tao emocionada em falar de Brasil e da Arte Contemporanea brasileira. Ver gente falar bem da nossa cultura e do pais tao apaixonadamente.
 Pois e, traduzi um texto do curador falando da exposicao e depois pediram (ja que eu sou a unica brasileira trabalhando no projeto), para que eu gravasse o texto. Vai servir como guia para os visitantes que, ao assistirem a exposicao poderao alugar os I-pod com o texto explicando o porque da Tropicalia e podendo tb ouvir musicas mil de Caetano, Gil, os Mutantes, dentre outros. Musicas para embalar os visitantes enquanto eles percorrem a mostra. Para eles entrarem no clima dos anos 60-70, no clima do "e proibido proibir".
 
A Apple, para fazer mais propaganda do novo equipamento, doou os I-pods para a exposicao. Muito expertos eles.
 Sexta-feira temos a festa de inauguracao. Nao vejo a hora!
 
Ontem o curador nos deu uma aula do proposito da Tropicalia. O homem e tao apaixonado pelo Brasil e pela arte e pasmem, o curador e argentino e levara para o Brasil essa mostra. A primeira do genero.
 
Mudando totalmente de assunto...(Falo tudo de uma vez ja que demoro tanto para escrever)
 
Sabado fui ver o filme "Cache" no Festival de Cinema de Chicago.
Filme bem feito, estoria meio incomodante, nao muito prazeirosa de se ver, mas e Juliete Binoche e Daniel Auteil. Nao posso falar nada...
 
Minha impressao do filme, e que minha amiga Teresa me confirmou no blog dela (www.rioparissemescalas.zip.net) antes mesmo de eu perguntar, e que os franceses bateram o recorde no quesito frieza. Sao "hors concours" se formos afrancesar a situacao de vez, no termo de estar "cagando e andando para alguem". E eu que pensava que estava na terra da individualidade, da frieza, que pior eu nao encontraria, mas os franceses estao de parabens, conseguiram passar os americanos.
E verdade que direcao e direcao e o diretor desde a roupa ate o cenario, quiz transmitir isso, uma frieza transmutada com solidao e falta de graca. Vida plena , mas sem graca.
 
Teve uma hora que pensei no filme "Matou a familia e foi ao cinema", o homem assiste a uma cena horrenda na frente dele e acaba no cinema, para esparecer. Eu fiquei sem respirar acho que por uns 2 minutos....Absurdo!
 
O que pensei, dentro do desenrolar da estoria e que, frieza na Franca, se aprende na escola. "E de menino que se torce o pepino", ou que se aprende a ser frio.
 
Fui
 


 Escrito por Soraia de Oliveira às 20h31 [] [envie esta mensagem]




[ ver mensagens anteriores ]